O OGE-23 visto pela lupa da UNITA

Como vamos aprovar um Orçamento que prevê um valor considerável para o sector da Justiça, mas o Governo não consegue atribuir Bilhete de Identidade a todos os cidadãos nacionais? Em 20 anos de paz, repito em 20 anos de paz, só cerca de 9 milhões de cidadãos angolanos tem bilhete de identidade. Será que o Executivo precisa de mais 60 anos para todos os cidadãos nacionais terem direito ao bilhete de identidade? Não, não terão este tempo!

A realidade concreta actual do país, traduz-se numa situação económica e social bastante difícil para a maioria da população. A pobreza e as desigualdades socias persistem em Angola. Milhares de famílias angolanas continuam a viver abaixo do limiar da pobreza e passando fome; 44% de angolanos vivem com menos de 1,9 usd por dia; milhões de angolanos vivem de forma “remediada”, enfrentando diariamente, constrangimentos enormes e variados, tais como o desemprego, baixos salários, más condições de trabalho, alta taxa da inflação a corroer o poder de compra dos seus  rendimentos salariais; má qualidade dos serviços de saúde e de educação, habitação precária, morosidade e pouca eficácia na prestação de serviços públicos incluindo os da Justiça e segurança pública.

Liberty Chiyaka, presidente da Bancada Parlamentar da UNITA

Abordagem sobre o OGE – 2023 na generalidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PROCURAR