“Nós abandonamos o presidente (José Eduardo dos Santos). Não foi bom!”

(…) Com muita dor, com muita tristeza. Foi uma pena que não tivemos a coragem suficiente para, nesta última etapa da sua vida, fazer uma corrente solidária mais forte em torno do camarada presidente. Criamos um vazio desnecessário. Acredito que, deveríamos ter sido mais justos neste sentido. Hoje, claro, perante a sua morte, vemos manifestações a multiplicarem-se a cada segundo, que acho muito bem, mas faltou-nos esse condão para alimentar a autoestima do presidente. A pior sentença que um individuo pode ter é a sentença de sentir-se abandonado pelos seus. E nós abandonamos o presidente. Nós deixamos o presidente sozinho. Não foi bom! Ele não está em vida, nem tem tempo de ouvir a nossa petição de perdão, no sentido de nos perdoar”.

Boavida Neto, ex-secretário geral do MPLA

Em declarações à TPA sobre a morte de José Eduardo dos Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PROCURAR